Picture of MadeinWeb

MadeinWeb

Leitura: 7 minutos

SEO – sigla para Search Engine Optimization, que, em português, significa Otimização para Mecanismos de Buscas – trata-se de um grupo de técnicas que tem como fim situar uma ou mais páginas de destino entre os mais altos resultados dos motores de busca.

Em termos práticos, é como pedir um Uber: você deve ligar o GPS do celular para que o seu motorista te ache. Com o SEO também é assim. Em outras palavras, é preciso fazer melhorias no conteúdo da sua página para que se possa achá-la de modo mais fácil por quem está fazendo uma busca no Google.

Com isso, por meio das técnicas de SEO, é possível otimizar o site para que ele ultrapasse os demais que ocupam as mais altas posições e se torne uma das primeiras páginas de resultados, chamando desse modo a atenção dos usuários com o conteúdo mais relevante para suas buscas. Então, como obter as posições de destaque para a sua marca? Continue lendo e saiba tudo sobre SEO!

 

aplicando SEO

 

Qual a importância do SEO?

A cada segundo, milhões de pesquisas são feitas nos buscadores — especialmente no Google, o mecanismo de pesquisa que as pessoas mais usam no mundo todo. Hoje em dia, os usuários querem responder às dúvidas mais diversas no seu dia a dia, desde o hotel com melhores avaliações para a próxima viagem até assuntos mais específicos e formais. 

No entanto, deve-se observar que, na maior parte das vezes, você e todos os outros usuários do Google tendem a dar atenção apenas aos primeiros resultados de uma busca. Para isso que serve o SEO.

O que são motores de busca?

Motores de busca são sistemas feitos por uma série de algoritmos do Google que têm a função de rastrear, indexar e rankear os conteúdos da web para exibi-los em ordem nas buscas dos usuários.

Pode-se também chamá-los de buscadores, sites de busca, mecanismos de pesquisa ou search engines (em inglês).

No entanto, quando falamos de buscadores, falamos não apenas do Google, mas também do Bing, Yahoo!, Baidu e outros sistemas. Até mesmo o YouTube e o Pinterest, por exemplo, podem receber o nome de mecanismos de busca, já que os usamos muito para achar conteúdos. 

Mas é claro que o Google se destaca entre eles, porque conta com mais de 92% de share no mercado das buscas.

Cada mecanismo tem o seu modo de operação e os seus critérios de rankeamento. Mas a meta final é sempre a mesma: oferecer as melhores respostas para aquilo que o usuário está procurando.

Como funcionam os motores de busca?

Você já pensou em tudo que o Google faz toda vez que você digita uma pesquisa? Para exibir uma lista de páginas que respondam à sua dúvida, há um longo processo — embora isso ocorra em poucos segundos!

Os motores de busca operam, basicamente, em três etapas:

1.Crawling

Inicialmente, os buscadores rastreiam os conteúdos da web. Quem faz isso são os robôs ou spiders — no caso do Google, eles têm o nome de Googlebot. Eles seguem os caminhos que os links apontam, em busca de novas páginas e atualizações.

2.Indexação

Na sequência, as páginas que tiveram bom ranqueamento são indexadas. Ou seja, elas vão para o índice do buscador, que atua como uma grande biblioteca de conteúdos da web.

Lá, as páginas ordenam-se de acordo com os dados obtidos no rastreamento, como o seu tempo de carregamento e as suas principais palavras-chave. 

3.Ranqueamento 

Os processos de rastreamento e indexação ocorrem o tempo todo. Portanto, os robôs estão sempre em atividade para achar e organizar os conteúdos da web.

Entretanto, a ordem em que aparecem nas buscas dos usuários define-se na hora do ranqueamento.

Quais são os fatores de posicionamento do SEO?

Embora o Google não revele quais são os fatores mais importantes para os seus algoritmos de rastreamento e indexação, sabemos que eles são mais de 200, ou seja, há muitos aspectos a levar em conta em uma estratégia de SEO e vários detalhes podem fazer a diferença no ranqueamento. Então, continue lendo e saiba quais são eles!

  • Qualidade do conteúdo

O primeiro e mais importante fator de todos, mesmo que o Google não fale sobre isso de forma oficial, é a qualidade do conteúdo, ou seja, a relevância que a sua página tem para uma certa busca. Por conta disso, na construção de um método de SEO, essa deve ser a preocupação central.

Dessa forma, na hora de montar uma página ou criar um conteúdo, é preciso entregar informações úteis e relevantes, que atendam de forma real às demandas do usuário e que respondam às suas dúvidas.

  • Responsividade 

O próprio Google já declarou que prioriza a posição de sites que sejam mobile ou que tenham responsividade. Essa importância vem da compreensão da empresa de que é preciso entregar a melhor experiência possível aos seus usuários, apesar do dispositivo que se usou.

Portanto, é essencial que sua empresa conte com sites responsivos ou versões totalmente mobile, para que o Google possa ranquear melhor as suas páginas na web.

  • On page

On page são todas as mudanças que se realizam dentro das páginas e que se reconhece como boas práticas de SEO pelos algoritmos do Google, pois permitem que os robôs saibam do que se trata o seu conteúdo.

Existem vários elementos que devem receber uma verificação; no entanto, entre os principais, podemos citar: autoridade do domínio, performance da página, arquitetura do site, off page, menções à marca, sinais sociais e backlinks. 

usando notebook para programar

Quais são os tipos de SEO?

Existem dois tipos de SEO: On Page e Off Page. A seguir vamos explicar com mais detalhes cada um deles.

1.SEO On Page

O SEO On Page refere-se a tudo que fica dentro da página em questão, para melhorar a experiência do usuário e deixar a leitura do site pelo Google mais simples e intuitiva. Deve-se pensar nesse processo na hora da produção de conteúdo, já que ele faz parte do Marketing de Conteúdo.

O principal canal para aplicar as estratégias de SEO On Page é no blog do seu site, já que é a página onde se concentra o maior número de conteúdos educativos, que possuem mais chances de ranqueamento no Google. 

O SEO On Page realiza-se a partir de alguns fatores, como: 

  • Intenção do usuário

Com o SEO, você faz conteúdos que são exatamente o que o seu público deseja achar. Para isso, é preciso fazer uma boa busca de palavras-chave para saber o que sua persona anda buscando e melhorar o posicionamento da sua página para que seja a primeira que ela tenha interesse em ler. 

Essas palavras-chave variam a cada pesquisa e algumas podem ser sazonais, ou seja, é preciso atualizar o texto regularmente. Não basta apenas ter um bom conteúdo, é preciso que ele seja atual e relevante. 

Ou seja, o maior desafio da equipe de Marketing de Conteúdo é entender as intenções de busca e entregar para os usuários o que eles desejam encontrar com a pesquisa que se realizou. 

O Google é especialista nisso, então a melhor forma de entender a intenção do usuário é recorrer ao próprio. Depois de pesquisar as palavras-chave, é preciso buscá-las no site e ver quais conteúdos se encontram nas primeiras posições. 

  • Tamanho do conteúdo

O tamanho do texto tem impacto direto no ranqueamento da página. Conteúdos mais longos e com uma maior profundidade costumam ter um desempenho melhor, já que mostram mais dados aos usuários e resolvem todas as dúvidas deles. 

Porém, depende muito da palavra-chave e da intenção do texto. Se for um conteúdo mais educativo, deverá ser mais longo. Se focar mais em vendas, é possível ser mais enxuto e ir direto ao assunto. 

Cada persona consome um conteúdo diferente e diverso, e é necessário saber para qual delas você está escrevendo antes de publicar a página. 

  • Volume de postagem

Quanto mais você posta no seu blog, mais a posição dele vai melhorar. Um volume regular de conteúdo tem mais chances de conseguir um ranqueamento favorável no Google. 

Porém, quantidade não significa nada se o texto não tiver qualidade. Se as palavras-chaves não forem bem definidas e o conteúdo não for rico, as chances de dar errado são muito grandes. 

Um volume de postagem mais frequente também pode ajudar a fidelizar o público e é uma forma de mostrar para o Google que você realmente se importa com a qualidade do que se publica em seu blog, de modo que ele entenda que seu conteúdo é novo e sempre se atualiza.

  • Conteúdo para SEO

O principal fator que você deve levar em conta na hora de escrever um texto otimizado para SEO é a qualidade do conteúdo. Ele deve estar correto (tome cuidado com erros de português e de digitação), receber melhorias, ser confiável, relevante e de interesse do público. 

É preciso também que o texto seja dinâmico e tenha uma leitura fluida. A não ser que o seu público seja totalmente técnico e conhecedor de um assunto específico, é necessário que o conteúdo seja o mais simples de entender possível, de modo que o leitor consiga compreender facilmente a mensagem que se passa.

Esses tópicos vão fazer com que o seu texto seja bom e consiga as mais altas posições no Google.  

  • Uso de palavras-chave

É preciso colocar a palavra-chave principal no título, subtítulo e ao longo do texto. Assim, o Google entende qual assunto você está querendo abordar e entrega-o para as pessoas que buscarem a palavra-chave em questão;

  • Dinâmica e escaneabilidade

 É preciso criar subtítulos para que o texto tenha uma hierarquia e também para a mensagem ficar mais clara tanto para o leitor quanto para o “robô” do Google. Para isso, é preciso levar a semântica em conta e então criar uma página não apenas bonita, mas também informativa e relevante;

  • Importância das URLs

A URL precisa ser clara para os usuários e leitores do seu blog e devem ser descritivas, contendo a palavra-chave. Portanto, aposte em uma URL curta e dinâmica, que seja facilmente interpretável e combine com o título do seu texto;

  • Imagens

As imagens são essenciais para que sua página tenha um bom ranqueamento e para facilitar a compreensão do conteúdo. Também é preciso utilizá-las para o SEO, de modo que contenha a palavra-chave no texto alternativo dela e o contexto em que está inserida no atributo alto;

  • Links Internos

É essencial fazer linkagens para a página de contato, para outros textos que tenham assuntos complementares e outras páginas relevantes do site.

2.SEO Off Page

O SEO Off Page consiste em todas as melhorias que se realizam depois da publicação do conteúdo, com o objetivo de mostrar para o Google que o seu texto é relevante e merece ficar entre as primeiras posições. 

Entre as principais estratégias do SEO Off Page, podemos citar: link building e links do follow e nofollow.

 

Comprar SEO de agência

Como aplicar o SEO na minha empresa?

Uma empresa de Inbound Marketing lhe dá acesso instantâneo a todas as habilidades que você precisa: SEO, web design, redação, nutrição de leads, conteúdo, estratégia de mídias sociais, engajamento de mídias sociais, análise de lucros e muito mais.   

Se quiser saber mais sobre todos os processos do SEO, então entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas. Será um prazer atendê-lo!

Fale conosco

#Sucesso 

Compartilhe

O que podemos fazer
pelo seu negócio?