Picture of MadeinWeb

MadeinWeb

Leitura: 4 minutos

Os wireframes são partes do processo inicial de qualquer projeto, ou seja, são rascunhos de como vai ser o progresso do serviço, levando em conta a arquitetura da informação e a meta final do produto.

Utiliza-se popularmente esse projeto na construção de sites ou apps. Portanto, o wireframe pode ser o ponto de partida para indicar se o projeto vai ser um sucesso ou não. 

Há vários tipos de wireframes, que podem ser feitos com ferramentas distintas e softwares próprios para o produto final. Se você quer saber mais sobre a importância dos wireframes, então continue a leitura! 

pessoa desenvolvendo um wireframe de um aplicativo

O que são wireframes? 

Qualquer projeto deve ter uma preparação, nada pode se iniciar sem um bom rascunho de como vai ficar o produto final. É exatamente nessa etapa que os wireframes entram. 

Eles são um esboço das telas de um website ou app, ganhando destaque principalmente na área de UX Design. O principal foco de um wireframe é, geralmente, validar e compor ideias, testando as fontes, imagens e o lugar de cada elemento, entre outros. 

Pode-se mostrar de forma direta a estrutura do produto,  bem como ter uma ideia de como será a experiência do usuário e atestar qual o melhor curso para levar o projeto ao êxito. 

Quais são os objetivos dos wireframes?

Com os wireframes, é possível organizar, alocar e realocar todos os itens necessários até que a parte visual do produto se iguale ou fique o mais fiel possível à idealização do criador. 

É a exibição mais direta da arquitetura da interface, fundada em propriedades que passaram antes por um cálculo. Os itens do wireframe, todavia, são simples e representam apenas o essencial para o projeto em um primeiro momento. 

Em suma, os wireframes possuem dois principais fins: 

  • Ajudar na diagramação e aplicação da identidade visual; 
  • Alinhar a expectativa do cliente quanto ao que o usuário quer e também ao projeto que o criador fez. 

equipe-em-desenvolvimento-de-wireframes

Qual a importância dos wireframes? 

Muitas vezes, a execução fica diferente da ideia inicial. Com o produto em sua versão final, porém, é mais difícil refazer tudo do zero. Os wireframes são tão importantes por isso. Com um esboço de como vai ser a execução do projeto, você tem como saber com antecedência se a execução vai ser fiel à ideia principal. 

Como efeito, isso otimiza o tempo do UX Designer. Além disso, aumenta o grau de satisfação do cliente, já que ele vai ser uma parte ativa em todas as etapas da produção. 

Na elaboração de websites e apps, o wireframe é uma das etapas mais essenciais e relevantes. Isso porque é a partir dele que você saberá como vai ser a experiência do usuário e se o produto final vai agradar a todos. 

Para criar wireframes, deve-se responder a 3 perguntas que são vitais para o êxito de qualquer projeto: 

  • O quê? 

Quais grupos de conteúdo estarão presentes?

  • Como? 

Como será a visualização da interface e como ela será utilizada pelo usuário;

  • Onde?

Qual a posição e estrutura dos dados, além do conteúdo da interface.

Portanto, para o processo de design ser positivo, você precisa de um wireframe. 

pessoa-desenvolvendo-wireframe-de-alta-fidelidade

Quais os tipos de wireframes? 

É possível criar um wireframe com papel e caneta para um rascunho inicial e, depois que a ideia tiver mais ordem, passar para algum software como Adobe XD. Apesar do formato, existem três tipos de wireframes: 

1. Baixa fidelidade 

Esse é um dos modelos mais simples de todos, e, em geral, é feito de forma manual, como um esboço sem cor e sem muitos detalhes do produto final. Além disso, utiliza-se  esse modelo bem no início do escopo do projeto, como uma ideia inicial de como ele irá ficar. 

2. Média fidelidade 

Esse modelo é como se fosse o meio termo entre a baixa e alta fidelidade. Nessa fase, o produto vai ganhando mais forma, com itens com maior ordenação, legendas, ícones e descrições. 

3. Alta fidelidade 

Esse modelo é o que mais se associa ao produto final, já que aqui, é preciso usar um software que permita interações e animações, como cliques nos botões. 

A meta desses wireframes é mostrar com clareza toda a estrutura do produto final, senão o conceito de criar um esboço e agilizar o processo se perderia.     

O que incluir nos Wireframes? 

O wireframe deve conter dados relevantes que levem em conta o produto final, mostrando o que e como cada item deve aparecer nas páginas. O UX designer têm que pensar nos elementos que devem constar no projeto, como cabeçalhos, rodapés, textos, barras laterais, banners, botões, entre outros. 

Por ser algo relativo, já que varia de acordo com o projeto, o nível de detalhes de um wireframe pode também variar, segundo o objetivo final. 

Qual a diferença entre Wireframes e Mockups? 

Os mockups são a segunda etapa do construção de um produto, vindo depois do wireframe e antes do protótipo. Isso porque é um modelo com mais detalhes do produto final, com itens estéticos e visuais, além de expor as funções básicas de forma mais real. 

A criação do wireframe é o passo inicial. Se aprovarem essa etapa, a seguir entra o mockup, e então, finalmente, o produto final. 

 mockup é o que vai definir se o produto vai para execução final ou não, onde avalia-se toda a experiência do usuário, levando em conta paleta de cores, conteúdo, layout, entre outros. 

Pode-se criar mockups no Adobe XD ou no Sketch, mas também pode-se desenhá-los no Photoshop, Illustrator, entre outras ferramentas.

Nós, da Made, somos especialistas em wireframes para a construção de sites e aplicativos, e cuidamos da parte do Marketing Digital depois que se lançar o produto/serviço de forma adequada. 

Entre em contato conosco e vamos conversar sobre seu projeto.

Compartilhe

O que podemos fazer
pelo seu negócio?