MadeMarketing

MadeMarketing

Leitura: 3 minutos

Apresentar conteúdos essenciais, aptos de conseguir um bom posicionamento nas ferramentas de busca, como o Google, o Bing e o DuckDuckGo, e crescer o número de acessos, é o objetivo de todas as pessoas que trabalham com a produção de textos para blogs.

As habilidades de SEO (Search Engine Optimization) vieram justamente para garantir esse tipo de otimização, sendo essenciais tanto para a questão técnica, como responsividade, velocidade, visibilidade e segurança, quanto para a parte textual.

Como já apontado em outro conteúdo, as palavras-chaves são essenciais para garantir que uma página possa ser encontrada mas ligeiramente. Para isso, é fundamental fazer um estudo sobre os hábitos de consumo do grupo-alvo, especificando se os termos são:

  • Short tail: palavras genéricas e abrangentes, como motor;
  • Middle tail: expressões mais específicas e de menor concorrência, como motor Weg; 
  • Long tail: frases com menor volume de busca e maior chance de conversão, como Forno elétrico de embutir.

Depois de fazer essa definição, é momento de colocar as mãos na massa e começar a desenvolver os conteúdos já focando no que é fundamental para conseguir um bom posicionamento. Pensando em te ajudar, separamos algumas dicas fundamentais para que você atinja isso! Confira.

1. Faça um título chamativo

Não importa se a pessoa procura um conteúdo dentro de um website ou até mesmo nas ferramentas de pesquisa, a primeira coisa que ele irá fazer é ler o título! Por essa razão, ele precisa ser atraente e esclarecer muito bem o conteúdo que será abordado, a fim de fazer com que o usuário sinta interesse em ler.

Um erro bem comum cometido, especificamente por aqueles que adotam middle e long tails, como tendas para eventos empresariais, é colocar unicamente a frase-foco como título. Isso não ajuda em nada para uma pessoa, afinal, você pode falar sobre uma enxurrada de modelos, variando de tamanho, estilo e paleta.

A largura de um título com as regras de SEO é avaliado em pixels, levando em consideração que as letras têm tamanhos diferentes, por exemplo, um “i” ocupa um espaço muito menor que um “w”. Mesmo com isso, os melhores costumam apresentar de 50 a 65 caracteres.

2. A legibilidade é fundamental

A qualidade de um conteúdo pode falar muito sobre o cuidado e o comprometimento de uma empresa com os seus clientes, fazendo com que seja fundamental atenção astuta para produzi-los. A web permite que qualquer pessoa desenvolva e publique textos, mas sem as regras de SEO eles não serão com certeza nada. 

O Google é a maneira de busca mais famosa do mercado, contando com algoritmos inteligentes capazes de classificar a qualidade de um texto de acordo com a análise de alguns fatores básicos, como utilização de voz ativa e passiva, variedade de frases consecutivas, tamanho dos parágrafos, tamanho das frases e palavras de transição.

Além disso, ela também costuma eleger conteúdos com a presença de heading tags, também conhecidos como subtítulos, que irão separar os tópicos principais de um texto. Frequentemente, os modelos mais utilizados dentro de um texto são os H2 e os H3, mas é possível também colocar H4, H5 e H6.

3. Não esqueça os links internos e externos 

Acreditamos que você é dono de uma empresa que atua com frigorificação comercial e industrial e desenvolve uma série de textos sobre o comércio, os equipamentos e as vantagens de adquirir com a sua companhia. Em um dia, você resolve produzir o seguinte texto: “Balcão refrigerado pequeno: como escolher o melhor?”.

Você é capaz de linkar conteúdos que já publicou anteriormente com o novo texto, crescendo o tempo de permanência da pessoa em sua página, o chamamos de linkagem interna. Por outro lado, a linkagem externa é a indicação que a sua página faz de outra página ou vise versa, que é ótimo para os negócios.

Sobretudo, as ferramentas de busca levam as linkagens como ofertas de confiança, fazendo com que a troca de links seja regular. Porém, é fundamental ter cautela para fazer isso, pois você não pode – nem deve! – orientar o seu leitor a ir checar um conteúdo irrelevante ou uma página perigosa.

Gostou do nosso post sobre SEO: 3 dicas para aumentar a visibilidade dos seus conteúdos? Então compartilhe com os colegas e deixe o seu comentário!

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais. 

Compartilhe